Skip to content

16ª SAG Awards

25/01/2010

No último sábado foi ao ar a 16ª edição dos SAG Awards (Screen Actors Guild Awards), que é uma cerimônia de premiações realizada pelo Screen Actors Guild, um sindicato americano formado por atores de Hollywood. Assim como seus representantes, os prêmios são direcionados unicamente para atores.  Primeira coisa a se reparar quando assistimos o SAG é a falta que faz um host para tornar a cerimônia um bom entretenimento. Os novos apresentadores de cada prêmio são simplesmente anunciados por uma voz, os apresentadores da vez anunciam os indicados, e então o ganhador. Esse vai até o palco pegar seu prêmio e fazer seu discurso, e então voltamos com a voz novamente. Não é exatamente o que eu acho de um programa divertido. Mas sem mais demoras, aqui os ganhadores dos prêmios relacionados a filmes:

Melhor Elenco: Bastardos Inglórios
Melhor Ator: Jeff Bridges – Crazy Heart
Melhor Atriz: Sandra Bullock – The Blind Side
Melhor Ator Coadjuvante: Christoph Waltz – Bastardos Inglórios
Melhor Atriz Coadjuvante: Mo’Nique – Preciosa
Melhor Elenco de Dublês: Star Trek

Tem muitos prêmios esse ano em que Bastardos Inglórios (Inglourious Basterds) é absolutamente o meu preferido, mas confesso que eu não tenho certeza se melhor elenco é um deles. Talvez Educação (An Education) merecesse um pouco mais, por ter trabalhos tão bons dos três principais atores do filme, Carey Mulligan, Peter Sarsgaard e Alfred Molina. Ou então Nine (Nine) talvez. Esse eu não assisti ainda, então não posso ter certeza se o elenco de fato foi bem, mas foi para mim a melhor escalação de elenco do ano, então tenho que considerar a possibilidade. De qualquer forma de forma nenhum foi um prêmio injusto, o elenco de Bastardos Inglórios é mesmo formidável, e trabalha muito bem no filme (com exceção talvez de Eli Roth, que foi quem fez o discurso de aceitação do prêmio).

Os outros foram iguais aos prêmios do Globo de Ouro. Mais uma vez fiquei feliz em ver Jeff Bridges ganhar. Na categoria de melhor atriz, esperava o prêmio para Meryl Streep, mas talvez ela já ter ganho ano passado por Dúvida (Doubt) tenha pesado um pouco, não sei. Os coadjuvantes se repetiram e muito provavelmente irão se repetir no oscar, apesar de que eu estou quase preferindo o trabalho de Vera Farmiga em Amor Sem Escalas (Up In The Air) do que o de Mo’nique por Preciosa (Precious: Based On The Novel Push By Sapphire). Mas ambos foram grandes trabalhos, também vou ficar muito feliz se Mo’nique ganhar o oscar.

Última observação, ao anunciar o prêmio de Mo’nique, Morgan Freeman não aparece abrindo nenhum envelope, simplesmente se aproxima do microfone e anuncia. Morgan Freeman é Morgan Freeman ne.

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: